Se a farinha é pouca…

Aqui no Brasil tem um mercado gigante de concursos públicos. A cada órgão o cargo nível médio tem uma faixa de salário bem diferente do outro; o mesmo ocorre com cargos que exigem o nível superior não específico (qualquer área). É uma discrepância enorme de vencimentos.

Existe aqui um efeito escada, o concurseiro vai subindo degraus: passa primeiro num concurso nível médio que paga mal para um órgão tal, depois tenta outro concurso de nível médio que tem vencimentos melhores até, quem sabe, chegar ao cargo, por exemplo, de técnico do Senado (por volta de R$ 13.000,00). Acontece a mesma coisa para os cargos de nível superior.

Uma bela dança das cadeiras. O indivíduo mal aprende a dinâmica do trabalho do órgão e de repente já está de saída para outro órgão que paga melhor.

Só eu acho que isso totalmente sem sentido??

Só a título de curiosidade, no Reino Unido o serviço público é unificado desde meados de 1850 (The Northcote-Trevelyan Report), só 150 anos de unificação. Atualmente está passando por um processo de reforma (Civil Service Reform Plan) para diminuir a burocracia, aumentar a eficiência eficar mais unificado ainda.

Enquanto isso, aqui em Pindorama:

Servidores dão ‘abraço’ no Supremo em manifestação por carreira própria

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s